Notícias Viva Mais

Coloproctologia PUBLICADO EM 04/05/2017

Hemorroidas: Você sabe como evitar a doença hemorroidária?

Vergonha e medo podem agravar a doença

Participação da Dra. Elaine Almeida, médica coloproctologista

Hemorroidas: Você sabe como evitar a doença hemorroidária?

Problema bastante comum, mas constrangedor para a maioria dos pacientes, a doença hemorroidária acontece quando as veias do canal anal se dilatam e provocam sintomas desagradáveis. Apesar de haver muito preconceito com relação à doença, é importante ressaltar que, se diagnosticada em fases iniciais, pode ser tratada com medidas clínicas ou, até mesmo, com pequenos procedimentos feitos no consultório médico, sem precisar de intervenção cirúrgica. O procedimento ambulatorial mais conhecido e mais comum é a ligadura elástica, feita no consultório médico, não precisa de sedação, não é dolorosa e resolve bem os casos iniciais da doença hemorroidária. Nos casos mais avançados, a cirurgia é o mais indicado.

Existem dois tipos de hemorroidas: as internas e as externas. As hemorroidas internas são aquelas que estão dentro do canal anal. As externas são vistas na borda anal. De acordo com a Dra. Elaine Almeida, médica especialista em coloproctologia e colonoscopia, “normalmente, o tratamento é o mesmo. A (hemorroida) externa tende a complicar para a trombose hemorroidária. As internas ficam mais inchadas, mas o tratamento é o mesmo, pode ser tanto clínico quanto cirúrgico, depende do grau em que elas estiverem”.

Porém, é possível evitar a doença hemorroidária, principalmente tendo uma uma dieta rica em fibras e água. “O fator principal causador da doença é o intestino preso, a constipação, que é causada pela alimentação. Portanto, quanto mais fibras o paciente consumir, quanto mais água ele ingerir, ele vai conseguir controlar o ritmo intestinal normal e não vai desenvolver a doença”, ressalta Dra. Elaine

 

Compartilhe essa notícia: