Notícias Viva Mais

Endocrinologia PUBLICADO EM 18/11/2016

Diabetes: Tratamento começa com informação

Dia Mundial do Diabetes alerta para problemas que enfrentam os portadores da doença

Participação do médico especialista em Endocrinologia e Metabologia, Joaquim Custódio

Diabetes: Tratamento começa com informação

Problema de saúde pública que tem uma abrangência muito grande na população, o diabetes é uma doença silenciosa que não tem cura, mas tem controle. O seu tratamento começa com informação e reconhecimento dos principais sintomas. Por isso, no dia 14 de novembro é comemorado o Dia Mundial do Diabetes, criado em 1991 pela International Diabetes Federation (IDF) e pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que visa consciencializar as pessoas sobre a doença e divulgar as ferramentas para a prevenção da diabetes. Já para as pessoas que sofrem  com a doença, as ações visam difundir métodos para melhorar o conhecimento da diabetes de forma a compreender a doença e prevenir as complicações.

Saiba mais:
Diabéticos devem substituir o açúcar dos alimentos por adoçante?
Todo o diabético precisa de aplicação de insulina?

Hoje em dia, vários fatores do estilo de vida atual vêm favorecendo no desenvolvimento do diabetes mesmo em pessoas que não têm histórico familiar. Por isso, manter uma prática regular de atividade física e aeróbica e um controle da alimentação, no sentido de evitar um consumo exagerado de carboidratos e de gordura saturada, trará uma série de benefícios para o organismo. Já existem evidências científicas que mostram claramente que a atividade física, associada a uma boa alimentação, é a melhor forma de prevenir que uma pessoa fique com diabetes. Em relação à alimentação, o paciente com diabetes precisa aprender a selecionar melhor o que come, ou seja:

– Eliminar o alimento rico em carboidrato, isto é, rico em açúcar;
– Evitar o alimento com muito ácido graxo saturado, tais como frituras e manteigas.

O diagnóstico do diabetes é simples e baseia-se na medida da glicemia após jejum de pelo menos 8 horas; 2 medidas acima de 125 mg/dl definem o diagnóstico. O médico especialista em Endocrinologia e Metabologia, Joaquim Custódio, informa que, “se a pessoa estiver urinando muito, com muita sede, perdendo peso rapidamente e traz uma glicemia acima de 200mg/dl; uma glicemia só neste caso junto com os sintomas já confirmam o diagnóstico de diabetes. Outras formas de diagnóstico incluem a dosagem da glicemia após sobrecarga com 75 gramas de glicose e o teste da hemoglobina glicada, que mede o comportamento da glicemia nos 3 meses anteriores”.

Após o exame, o médico clínico ou endocrinologista será capaz de confirmar ou não o diagnóstico de diabetes e instituir o tratamento adequado.

Compartilhe essa notícia: