Notícias Viva Mais

Atividade Física PUBLICADO EM 10/05/2017

Você sabia que cada pessoa tem um tipo de pisada?

Baropodometria avalia a forma como o indivíduo pisa ao caminhar, correr ou trotar

Participação do fisioterapeuta Thiago Santos

Você sabia que cada pessoa tem um tipo de pisada?

Neutra, pronada ou supinada. Cada tipo de pisada tem uma característica própria e pode provocar algumas alterações biomecânicas no pé. Em consequência, pode também causar alterações biomecânicas no joelho, no quadril e na coluna e, com isso, provocar alterações posturais que são as causas de dores em algumas articulações do corpo. Mas, para se obter um resultado completo sobre a pisada e a existência de possíveis lesões, o ideal é a realização de um teste de baropodometria. Mas, você sabe o que é isso?

Baro, significa pressão, podo, pés, e metria, medida. Então, a baropodometria é um exame computadorizado que faz uma medida das pressões plantares dos pés. O exame avalia como está a distribuição desta carga, o peso corporal das pessoas em cada perna e, também, consegue-se observar como está a distribuição da parte de trás do pé do calcanhar (retropé), ou a parte da frente do pé (antepé). 

A baropodometria é indicada para atletas, sejam eles amadores ou profissionais, e pessoas que tenham dores nos pés, no tornozelo, no joelho, no quadril e na coluna. O exame é simples e rápido, dura cerca de 5 minutos. Chegando no consultório, é feita uma anamnese do paciente, uma avaliação, com algumas perguntas, para saber a intensidade da dor que ele tem e onde essa dor está localizada. A partir daí, faz-se uma avaliação biomecânica neste paciente, depois ele vai subir numa plataforma sensorizada, que é o equipamento de baropodometria, e é feito um exame estático, com ele parado, e depois um exame dinâmico, com ele caminhando sobre essa plataforma. 

Qualquer paciente pode se beneficiar com a baropodometria, inclusive crianças. Mas, é aconselhado que os pais só comecem a levar os seus filhos, para fazerem uma análise, a partir dos 5 anos, porque até os 5 anos o pé da criança ainda está formando.

O fisioterapeuta, Thiago Santos, explica que “através do exame de baropodometria é possível ver se a descarga de peso está correta nos dois membros, porque o ideal é 50% para o lado esquerdo e 50% para o lado direito. Verifica-se a porcentagem entre a parte de trás do pé, o calcanhar (retropé) está correspondendo a 60% do corpo e se a parte da frente do pé (antepé), está com 40% deste peso corporal. Depois é feita uma análise de estabilometria, que é para ver o quanto este indivíduo oscila em pé parado. Existem valores normais que dizem se o indivíduo é estável posturalmente. Depois passa-se para a fase dinâmica, para avaliar o tipo de pisada e, a partir de aí, começar a pensar em traçar o tratamento deste paciente”.

 

Compartilhe essa notícia: