Notícias Viva Mais

Ortopedia e Traumatologia PUBLICADO EM 04/07/2020

Mitos sobre a condromalácia patelar

Com participação do ortopedista Dr. Gustavo Azi, especialista em Cirurgia do Joelho

Mitos sobre a condromalácia patelar

A condromalácia patelar ocorre com o desgaste da cartilagem do joelho, acontece por diversos fatores, como atividade física malfeita, excesso de atividade física ou falta de atividade, acarretando em um desequilíbrio muscular, aumentando a pressão na rótula contra o fêmur. Os sintomas mais comuns são dor, incomodo, sensação de pressão e crepitação no joelho.

Conheça alguns mitos sobre a condromalácia patelar:

Mito ou Verdade: O paciente que desenvolve a condromalácia patelar não pode mais praticar atividade física?

Mito. De acordo com o Dr. Gustavo Azi, o tratamento da condromalácia patelar passa pelo reequilíbrio da musculatura e, para reequilibrar a musculatura, é preciso fazer atividade física. Ou seja, é justamente o oposto. Às vezes, numa fase inicial do tratamento, é preciso suspender a atividade, mas, no geral, a atividade física deve fazer parte do tratamento da condromalácia patelar.

Mito ou verdade: Caso não tratada, a pessoa que desenvolve a condromalácia patelar pode ficar sem andar?

Não. De acordo com o Dr. Gustavo Azi, é muito difícil chegar a esse ponto. A paciente, geralmente, quando é maltratada da condromalácia patelar, vai evoluir com algum grau de artrose. A artrose pode limitar bastante os movimentos, mas chegar ao ponto de a pessoa não andar por conta da condromalácia patelar não, isso é mito.

Mito ou Verdade: A condromalácia não tem cura.

Mito. De acordo com o Dr. Gustavo Azi, a condromalácia patelar tem cura, sim. Deve ser bem orientado este tratamento, é um tratamento elaborado pelo médico e é um tratamento multidisciplinar, que envolve fisioterapeuta, educador físico e bastante compreensão e participação do paciente.

Compartilhe essa notícia: