Notícias Viva Mais

Hepatologia PUBLICADO EM 08/10/2020

Principais causadores da cirrose

Com participação do Dr. André Lyra, especialista em Hepatologia e Gastroenterologia

Principais causadores da cirrose

A cirrose é uma doença no fígado, que ocorre através da criação de nódulos que impedem a circulação do sangue, o que acarreta uma disfunção das atividades normais do fígado, como a produção da bile. Essa patologia em geral, acomete mais homens acima de 45 anos, mas também pode acometer as mulheres, os principais causadores da cirrose são consumo excessivo de álcool e através de infecção pelos vírus da hepatite B e C.

De acordo com o Dr. André Lyra, “As doenças hepáticas crônicas, em geral, têm um curso inicialmente silencioso e os indivíduos são assintomáticos nos primeiros anos, ou até mesmo décadas, de acometimento. Neste período, a principal maneira de detecção é através da avaliação laboratorial das enzimas hepáticas, que se apresentam habitualmente com algum grau de alteração. Em fases mais avançadas, as doenças hepáticas crônicas podem provocar icterícia (olho amarelo), edema (inchaço dos membros inferiores e até de outras partes do corpo), acúmulo de líquido dentro do abdômen, dentro da cavidade peritoneal, surgimento de manchas específicas na pele, sonolência e confusão mental, dentre outros sintomas. Os quadros agudos, como a hepatite aguda viral, quando presentes, os sintomas já surgem de imediato e podem corresponder a um quadro semelhante ao de uma virose inespecífica, seguido do surgimento da icterícia.”

Acrescenta o Dr. André Lyra, “Existe tratamento para várias, mas não para todas as doenças hepáticas que levam à cirrose. Alguns pacientes com cirrose estabelecida, quando tratados para a causa que provocou a cirrose, podem evoluir com regressão parcial da fibrose hepática. Já outros pacientes, que obtém sucesso na terapia da doença de base, mantém a cirrose hepática estável ou a enfermidade, ainda assim, progride. Isso é variável de acordo com o estágio da cirrose e as características constitucionais do indivíduo. Em geral, quando a cirrose já está em fase muito avançada e o paciente já desenvolveu as complicações da doença mencionadas previamente ela é irreversível, nesta situação somente o transplante hepático é a solução. ”

Compartilhe essa notícia: