Ressonância Magnética: Ideal para avaliar as doenças do sistema musculoesquelético

Viva Mais Viva Melhor - Trecho da entrevista com: Dra. Valesca Sarkis

Publicado: 10 de março de 2020 - Atualizado: 15 de março de 2020

Como se trata de um exame não invasivo, indolor, que não se utiliza de radiação ionizante e que permite grande detalhamento anatômico, tornou-se o exame de escolha para avaliação das doenças ósseas, articulares e das partes moles. Devido a sua capacidade de aquisição de imagens em alta resolução, é possível diagnosticar lesões sutis, como estiramentos musculares, até extensas roturas. Também é possível fazer diagnóstico de fraturas ocultas, diagnosticar e estadiar tumores ósseos e de partes moles, bem como diagnosticar e fazer o acompanhamento do tratamento de doenças reumatológicas.