Como é feito o diagnóstico da endometriose?

Viva Mais Viva Melhor - Trecho da entrevista com: Dr. Alan Coutinho

Publicado: 5 de outubro de 2015 - Atualizado: 4 de junho de 2019

O diagnóstico é feito através da visualização dos focos de endometriose por meio de videolaparoscopia com biópsia das lesões suspeitas e exame anátomo-patológico. A laparoscopia, além  de permitir o diagnóstico e estagio da doença, permite  o tratamento abordando as lesões. Outros exames podem ser importantes na avaliação do comprometimento da doença e na avaliação de diagnósticos diferenciais.  A ultrassonografia transvaginal com preparo intestinal feita por médico especializado e a ressonância magnética da pelve ajudam a avaliar o comprimento pélvico na suspeita de doença profunda. A Histeroscopia com biópsia e pesquisa de marcadores inflamatórios é importante na avaliação da cavidade uterina e na pesquisa do endométrio. A histerossalpingografia é usada em paciente que desejam engravidar para avaliar se existe obstrução ou aderências nas tubas uterinas. Cabe ressaltar que a laparoscopia deve ser realizada após ter sido terminada a fase de avaliação por meio dos métodos de imagem, a fim de que tanto o diagnóstico como o tratamento possam ser realizados de forma integrada, evitando múltiplos  procedimento.