Como é feito a colocação e a retirada do balão intragástrico?

Viva Mais Viva Melhor - Trecho da entrevista com: Dr. Marcelo Falcão

Publicado: 14 de dezembro de 2016 - Atualizado: 4 de junho de 2019

A colocação do balão é feita com sedação venosa. O paciente passa por um preparo de jejum de 12 horas. Ele fica em decúbito lateral esquerdo, uma posição habitual da endoscopia, e é mantido em ventilação com o cateter de oxigênio. A colocação do balão é muito tranquila.
A retirada do balão é um pouco mais elaborada, pois ele não fica como na colocação, como se fosse um charuto. Na retirada quando, se esvazia este balão, ele vem murcho, mas vem disforme. Apesar do silicone ser moldado no trato digestivo, ele pode competir com a traqueia e aí pode ter uma dificuldade de respirar. Por este motivo, a retirada do balão exige uma anestesia geral com intubação da traqueia, chamada orotraqueal. Mesmo por pouco tempo, é por segurança.