Câncer Colorretal: Tratamento Cirúrgico

Viva Mais Viva Melhor - Trecho da entrevista com: Dr. Herbert Almeida

Publicado: 29 de dezembro de 2018 - Atualizado: 4 de junho de 2019

A cirurgia pode ser feita tanto pela via aberta quanto pela via fechada, que é a laparoscopia. A cirurgia não muda, o que muda é a via de acesso. A cirurgia envolve a retirada daquela parte do intestino que está com a doença, juntamente com os linfonodos de drenagem daquela região onde está o tumor. No caso dos tumores mais distais, ou seja, mais próximos do canal anal, no final do reto, pode ser necessário o uso de colostomia. Esta colostomia pode ser temporária, na maioria das vezes ela é temporária ou permanente, caso seja necessário retirar o esfíncter anal, ou seja, fazer a amputação de reto, para conseguir a margem livre com a intenção de curar o doente. No caso do tratamento das metástases de fígado e pulmão, havendo indicação, ele é feito com cirurgia para retirar os nódulos ou segmentos tanto do fígado ou de pulmão ou os dois juntos que estejam acometidos.